DTM

DTM

A Disfunção Temporomandibular (DTM) é um problema na articulação temporomandibular, que conecta a mandíbula ao crânio, e provoca sintomas muito incômodos, prejudicando a qualidade de vida do paciente.
A Disfunção Temporomandibular (DTM) é um problema na articulação temporomandibular, que conecta a mandíbula ao crânio, e provoca sintomas muito incômodos, prejudicando a qualidade de vida do paciente.

O que é a DTM?

A articulação responsável por todos os movimentos que você faz com a boca se chama ATM (Articulação Temporomandibular), existindo uma em frente de cada orelha. As doenças desta articulação e dos músculos que fazem esses movimentos da boca são chamadas de Disfunções Temporomandibulares (DTM). Essas doenças causam sofrimento a muitas pessoas ao redor do mundo, diminuindo a qualidade de vida e restringindo o convívio social, com maior predominância nas mulheres.

Sintomas

Os sintomas mais comuns da DTM são estalos na mandíbula, cansaço nos músculos da boca, dificuldades para abrir e fechar a boca, dores de cabeça, dores durante a mastigação e inchaços no rosto. Muitos pacientes apresentam este sintoma e não sabem que pode ser causado pela DTM. Como é uma doença pouco conhecida, muitas pessoas passam anos tentando tratamento em outros especialistas sem nunca obter sucesso ou alívio permanente da dor. São comuns:

Estalos na mandíbula

Dores de cabeça

Dores de ouvido

Pressão atrás dos olhos

Se a resposta for sim a uma das quatro situações listadas a seguir, a pessoa pode ter uma DTM e deve procurar um dentista especialista no assunto:
1.
Tem dor quando abre a boca amplamente ou mastiga, uma vez por semana ou mais?;
2.
Tem dor nas têmporas, face, articulações temporomandibulares ou mandíbula, uma vez por semana ou mais?;
3.
Tem registrado ultimamente o travamento da mandíbula ou não conseguido abrí-la amplamente?;
4.
Tem muitas vezes dores de cabeça, uma vez por semana ou mais.
Os prejuízos podem ser físicos ou psicológicos. A demora no diagnóstico correto pode levar a alterações anatômicas irreversíveis nas estruturas envolvidas. A dor e desconforto constantes afetam estabilidade emocional e social de qualquer pessoa. Não é raro pacientes de dor crônica sem causa conhecida serem encaminhados a tratamentos psiquiátricos e medicados. Algumas drogas antidepressivas, por exemplo, tem como efeito colateral o bruxismo, que é o apertamento excessivo dos dentes, o que só aumentará a dor e a DTM. Num paciente já desequilibrado emocionalmente pela dor, esse resultado é desastroso.
FALE COM A GENTE

Responsável Técnico: Dr. Paulo Magalhães - Cirurgião Dentista - CRO SP: 41233

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?